Concepção de Ensino

Origem: Cadernos Colaborativos, a enciclopédia livre.

Ensino e Competências

A concepção de ensino que tem por objetivo principal a transmissão do conhecimento acumulado pela cultura e que concebe a escola como meio de transmissão de informação é rotulado como 'antigo contrato didático' e substituído por um 'novo contrato didático' por Ruy Berger Filho.

"A construção do conhecimento pressupõe a construção do seu próprio saber, a construção de competências e a aquisição dos saberes já construídos pela humanidade. Os três processos são operações distintas: o primeiro tem por base as experiências vivenciadas; o segundo, a mobilização destes conhecimentos e sua significação; o terceiro, a apropriação mediatizada pela transmissão. A escola, via de regra, integra-se neste processo como mediadora na transmissão dos conhecimentos já produzidos, cumprindo, apenas, a terceira destas funções. Entretanto, se não recupera o processo de construção de conhecimentos extraídos da vivência e o articula com o processo de apropriação do conhecimento produzido pelo outro, o terceiro processo tende a ocupar, exclusivamente, espaços mentais pouco integradores, como a memória, porque não promove a integração destes conhecimentos à rede de significados já construídos, ampliando-a. A garantia desta integração se fará pela mobilização de competências já construídas, por sua ampliação e pela construção de novas competências."

Relações entre conhecimento e competência, apredizagem ensinada e aprendizagem assistida, e outras, são articuladas pelo texto Curriculo e Competências, escrito para o ensino médio mas com alcance superior.

 

  • Esta página foi acessada 4 527 vezes.
  • This page was last modified 16:22, 1 Setembro 2008 by Rogério Barcelos Alves.